Quarta-feira, 7 de Novembro de 2012

Arte de bem receber a Matrofona

Ainda a 'bater mal' com o pedido do PM para que se trate bem a Matrofona na sua visita no dia 12 e que é um ultrage «atribuir-lhe a imposição da Austeridade» – de facto, logo a ela que é neta do Outro e que há poucos dias 'refundou' o discurso e ordenou mais cinco anos da dita força austera; enfim... –, estava aqui a pensar se não seria melhor organizar-lhes uma festinha num barco ao largo de Portimão...

Talvez Luís Sá Couto até quisesse juntar o barco e a porcaria que lá estivesse à Corveta Oliveira e Carmo e ao Zambeze.

 

 

Aposto que ficava lindo no Ocean Revival: dois navios de guerra e um barquinho de festarolas com o bónus do Pinóquio e da baleia, só faltaria mesmo era convidar o senhor Honoris Coisas para fazer de Gepeto! 

 

cogitado por vics às 13:12
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 2 de Outubro de 2012

Última hora: Mais um aumento!

Na saga dos aumentos de preços, surge agora mais um: vai subir o preço dos preservativos, vulgo "camisinhas".

 

 

Justificação: já estava tudo teso e presume-se que a situação não só se mantenha como tenderá a agravar-se!

 

Cumpre-se, portanto, a regra básica da economia: aumenta a procura...

 

cogitado por vics às 13:58
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 16 de Setembro de 2012

O palheiro a arder e ele a dormir...

cogitado por vics às 03:36
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 9 de Setembro de 2012

Percorrer o caminho, caminhando!

A nostalgia tem destas coisas:

A vida é uma viagem; nem sempre estamos ao comando e muitas vezes nem sabemos para onde nos levam. Temos apenas uma certeza, a de que nascemos e que o fim será trágico.

Portanto, há que aproveitar cada momento a promover a felicidade aos outros e viver em paz e feliz, e, em cada dia, procurar deixar o mundo melhor do que o encontrámos.

 

 

Tudo fica mais fácil quando não estamos sós nesse percurso.

Áqueles que me têm acompanhado desinteressadamente, agradeço a amizade pura e que retribuo com elevada estima.

 

cogitado por vics às 03:38
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 8 de Setembro de 2012

Outra vez sopa!? Tem Avonde, porra!

Consta dos livros que os chineses constroiem a palavra "Crise" com dois simbolos que cada um per si tem um significado e que associam esses dois conceitos para definir o outro, a saber: perigo + oportunidade. A menos que J.F. Kennedy se tenha enganado no seu discurso em Indianápolis em 1959 e todos tenham ido nessa 'corrida'. Todavia ganha consistência essa tese: é que de facto a crise tem colocado em perigo o zé povinho e tem sido uma oportunidade substancial para os senhores do Capital.

 

 

Confesso que tinha uma réstia de esperança que, com os três troikanos por cá, PPC daria também o corpo ao manifesto, seguindo os seus irmãos de partido político Antonis Samaras e Mário Monti, porém foi apenas mais do mesmo!


Creio que, em tempo de assistência financeira e enquanto todos pagam 23% de IVA e vão sofrendo os aumentos sucessivos em tudo e o saque aos seus rendimentos do trabalho trabalhado, valeria a pena os senhores do Terreiro de Paço, de São Bento e o outro de Belém e mais todos os demais assessores directos e os assessores dos assessores destes e os motoristas de todos e mais os outros ainda que sendo especialistas por terem nascido prodígiosamente filhos de pai com cartão do partido dos que desgovernam o país e se governam com o que é nosso, repito, valeria a pena darem o corpo ao manifesto:

a) receberem vencimentos pela tabela ÚNICA remuneratória da administração pública;

b) prescindirem das despesas de representação;

c) prescindirem do cartão de crédito;

d) prescindirem do cartão de crédito gold;

e) optarem MESMO por funções públicas ou privadas, cumprindo aliás aquilo que exigem aos funcionários e ao comum dos mortais.


E mais, já valeria a pena terem vergonha, nomeadamente de fazer parar o país para anunciar como nova a porcaria da mesma receita estragada e que tudo envenena!

 

Apertar o cinto e baixar as calças ao mesmo tempo, não dá!!!! Escolham outro(s), porra!!!!


Já chega! Como se diz por estes lados: Tem Avonde!

 

cogitado por vics às 01:31
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 19 de Junho de 2012

As mãos do leme

«Toda a capacidade dos nossos estadistas se esvai na intriga, na astúcia, na cabala, na vingança, na inveja, na condescendência com o abuso, na salvação das aparências, no desleixo do futuro.»

Rui Barbosa – Colunas de Fogo, 79

 

 

Pior do que uma tempestade no mar alto é ao leme termos um mau par de mãos.

 

cogitado por vics às 12:05
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 31 de Maio de 2012

Nem só os cucos logram do trabalho dos outros

Ás vezes perguntamo-nos se valerá a pena.
Dedicamo-nos de corpo e alma às coisas, às causas, às pessoas em detrimento da vida pessoal que, simultaneamente, esquecemos que tínhamos para viver. Depois, depois paramos; olhamos em redor; e, incredulamente, lamentamo-nos por não ter sido suficente o esforço ou por não termos merecido não um agradecimento, não o reconhecimento, mas apenas, e tão só, o respeito. Enfim...

 

As feridas que ora me doiem são relacionadas com o exercício de funções de dirigente associativo. Permitam partilhá-las em tom de desabafo.

Vivemos um período em que alguns protagonistas – com maus papéis no mundo do futebol amador – arquitectam e executam manobras deploráveis, marcadas pela mentira e pelo aliciamento calunioso de crianças e jovens jogadores, pondo em perigo todo um projecto formativo e o trabalho diligente de técnicos empenhados.

Isto ganha ainda maior relevo quando o clube que vê os seus jogadores partirem sofre diariamente com as problemáticas da interioridade e da periferia e, bem assim, resiste e persiste na demanda de garantir oferta desportiva às crianças e jovens residentes nesse território onde está inserido.

Mais: mais grave se torna quando se fazem análises de contexto, se identificam pontos fracos e pontos fortes, ameaças e oportunidades, se define uma estratégia e se elabora o respectivo plano, se integram técnicos com formação superior na área, se melhora a oferta, se faz o diagnóstico de capacidades inatas e se desenvolvem competências, se constroiem jogadores e... quando damos conta, a troco de mero paleio se aliciam essas crianças, falando directamente com elas, desprezando o tal clube, os encarregados de educação, deitando fora todo o investimento, a troco de nada.

A minha área (leia-se Desporto) não é esta, mas creio que há maus protagonistas nela e que, por isso – aliás tratando-se de mercenários, quase todos eles – vão prejudicando muito o bom trabalho que se faz.
Menos um elemento em cada equipa pode pôr em causa a participação desse escalão e, dessa forma, que os seus pares possam participar em competições oficiais. É preciso ter isso em conta.
Se não é evidente, então talvez seja necessário denunciá-lo nas assembleias gerais das associações, federações, na opinião pública, por aí...
cogitado por vics às 23:21
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Maio de 2012

O funcionário público e o assessor

Empresário: Bom dia Sr. Eng., há quanto tempo ??!!!
Ministro: Olha, olha, está tudo bem?!
Empresário: Eh pá, mais ou menos, tenho o meu filho desempregado tu é que eras homem para me desenrascar o miúdo.
Ministro: E que habilitações ele tem?!
Empresário: Tem o 12.º completo.
Ministro: O que ele sabe fazer?!
Empresário: Nada, sabe ir para a Discoteca e deitar-se às tantas da manhã!
Ministro: Posso arranjar-lhe um lugar como Assessor, fica a ganhar cerca de 4000, agrada-te?!
Empresário: Isso é muito dinheiro, com a cabeça que ele tem era uma desgraça não arranjas algo com um ordenado mais baixo?!
Ministro: Sim, um lugar de Secretário já se ganha 3000 ...!
Empresário: Ainda é muito dinheiro, não tens nada volta dos 600/700 ???
Ministro: Eh pá, isso não! Para esse ordenado tem de ser Licenciado, falar Inglês, dominar Informática e tem que ir a concurso...!!!

cogitado por vics às 12:28
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 13 de Abril de 2012

Baixa cristas, parte ovos e mata galinhas

Nesta ponta periférica, cauda dos outros muitas vezes e porta de entrada quando interessa aos mesmos, lá vai o porteiro entregando a chave ao amigo do alheio.

Vinte anos depois a história repete-se: na obstinação de ser o bom aluno, a mero interesse único do professor, já nos fez entregar quotas de agricultura, de pescas, eliminar o sector produtivo, e agora, o ataque à pecuária.

 

Onde estará o erro? Nos Ovos, nos ditos por onde eles saiem, nas galinhas, na Mercozy ou na Cristas.

Começo a ficar fartinho!!!

Pois, ovinhos que eu ponha nem um que Eles comem!

 

 

cogitado por vics às 01:01
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 11 de Abril de 2012

Tudo tem razão de ser

O ataque feroz do Grão Mestre dos Tudólogos ao líder da oposição tinha que ter algum fundamento. Com efeito, enquanto os media se entregariam a acompanhar o lançar de foguetes até ao apanhar das canas, lá iriam à socapa os senhores Sinistro das Finanças, Falsos Coelho e Paulo Tretas, cortando, tirando e massacrando o Zé. Nem sei como, lá veio a público uma nesga dessas diligências sacanas.

O curioso é que, ao que parece o garante da coisa que se festejava no 5 de Outubro não sabia de nada, não tem opinião formulada, nem comenta. Ok!

 

 

Ou os intérpretes perderam o guião, ou isto ainda é pior que uma tragédia grega ou algo apodreceu no reino da dita velhaca.

E levam nisto...

 

Razão teria António Aleixo: "Há tantos burros mandando em homens de inteligência, que às vezes fico pensando que a burrice é uma Ciência."

 

 

cogitado por vics às 01:58
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Março de 2011

Sintomático

O sr. Silva que na primeira série de episódios tentou, ainda que disfarçadamente, combater o Governo - leia-se isso nas entrelinhas dos seus discursos, nas margens dos seus comunicados e nas 'manobras' da sua casa civil e corjinha de boys - apresenta-se na segunda série com uma nova roupagem e performance.

Do discurso de vitória, passando pelo de tomada de posse até à recepção do seu delfim (líder da JSD aquando da sua liderança do partido) e ao súbito esquecimento, que aliás o atrapalhou e não permitiu ter dinâmica suficiente para acompanhar o problema e agir evitando a sua propagação, traz-nos a um ponto que merece uma análise interessada.

Constata-se que o sr.Silva perde a memória, tem dificuldade em executar tarefas que estariam à mercê de uma figura tão competente e com um curriculum tão singular, revela com frequência problemas de linguagem, tem perdido a noção do tempo e manifesta alguma desorientação, o descernimento para quem é economista e professor de finanças parece-nos cada vez mais fraco e diminuído, revela alguma incapacidade do pensamento abstrato e uma rotineira queda para o berço, creio que começa a trocar o lugar às coisas (a gaveta onde ficavam as escrituras das aquisições de imóveis, Belém com a Lapa e outras), tem manifestas trocas de humor e de comportamento (na campanha parecia tão dialogante e simpático, e agora????), e, conjugado com alterações na personalidade e com a perda de iniciativa, pergunto: não estará doente?.

Se analisarmos friamente este quadro chegaremos à conclusão que preenche os dez sinais de alerta ou os dez sintomas maois comuns da doença de Alzheimer.

cogitado por vics às 20:50
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 9 de Novembro de 2010

Quanto mais me bates...

Ontem veio a público uma notícia que merece reflecção dos senhores de Bruxelas.

O BES rompeu contrato com a sua agência de rating, depois de um corte. Bem feito!

O Banco Espírito Santo considera que não há uma justificação válida para um corte de três posições [no seu 'rating'] em menos de quatro meses. Portanto, a comissão executiva decidiu terminar o contrato com a Fitch Ratings devido a estas ações.

Para quando uma agência de rating europeia?

cogitado por vics às 21:05
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 3 de Novembro de 2010

A moralidade e a falta dela

Reiteradamente encontro-me nesta encruzilhada.

Com efeito, este é um ponto já costumeiro é o que mais se parece com a confluência de várias ruas e caminhos cruzados.

De cada um dos troço um caminhante e uma má nova. E nós aqui. Assistindo, num estado incredulamente impotente e passivo.

Volo a repisar no mesmíssimo assuntode sempre - as agendas de maus interesses. Sim. Essas e não outras. Essas que nos envergonham a inteligência que ousamos camuflar ou silenciar. 

Quais são as motivações, os interesses e os donos das agências financeiras, de os media, dos fazedores de opinião? São questões imperativas e parece que ninguém parece ter coragem de as colocar.

Poderá esperar-se boas notas à nossa economia quando são emitidas por agências de rating norte-americanas em que naturalmente o interesse maior é impedir que o EURO bata o DOLAR?

Poderá esperar-se que jornais detidos por empresas de propriedade de barões do PSD falem bem de um Governo PS?

Poderá esperar-se que comentadores ou fazedores de opinião - como é o caso de Marcelo Rebelo de Sousa, que transpira por todos os poros o seu partido, do qual aliás foi presidente - facciosos emitam opinião isenta, correcta e profícua?

Claro que não! Lamentavelmente.

E é claro que não parece haver coragem para colocar estas questões e para tomar as diligências que as sinceras respostas, caso fossem proferidas, mereceriam. 

 

cogitado por vics às 20:21
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 22 de Outubro de 2010

Um beco pode ter saídas

Actualmente, vivemos num contexto de enorme vulnerabilidade a factos e factores externos, que influenciam grandemente as nossas vidas. As agências financeiras, os fazedores de opinião, as agendas de maus interesses conduzem-nos, a todo o momento, a espaços e a rumos que, noutro quadro, com outras condições, certamente, rejeitaríamos.

Esta situação em que nos circunscrevem(os) obriga-nos a encontrar a serenidade, a força e a determinação imprescindíveis para superar as dificuldades e garantir um futuro melhor.

Mais, se é isso que pretendemos – vencer as dificuldades e construir um futuro melhor – somos obrigados a mudar a nossa própria forma de pensar, de estar e de agir.

Mais do que nunca, é preciso criar sinergias, encontrar interesses colectivos e dar o melhor de cada um e, acima de tudo, estar à altura dos adversários e do próprio jogo – ninguém entra em campo para perder.

cogitado por vics às 20:11
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 22 de Março de 2010

A natureza daquilo que Eles defendem

Não há palavras para se conseguir adjectivar de forma educada e cordial os actos malparidos ou de formação deficiente, desviante ou desajustada.

O Plano de Ordenamento do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina é finalmente colocado à discussão pública numa redacção que já vai na sexta versão e que, mesmo assim, ainda revela falta de consistência, de contextualização e de conhecimento do modus vivendi.

A protecção da Natureza não se faz com o proibicionismo ou com a incrédula concepção de que o Homem não faz parte do ecossistema.

O despovoamento do interior e as problemáticas da periferia e da interioridade têm tomado corpo e aumentado devido as más políticas de ordenamento do território e à desenfreada e fundamentalista protecção de natureza defendida pelos senhores de gabinetes instalados e circunscritos a caves, vãos de escadas ou outros ínfimos espaços da polis do betão, crentes de que no território rural subsistem comunidades de índios ou seres impedidos do acesso à qualidade de vida.

Muito daquilo que existe, subsiste e resiste na Serra de Monchique, assim como no Sudoeste Alentejano deve-se também a uma criatura que faz parte do ecossistema e que merece tanto respeito como os demais seres que do mesmo fazem parte: o Homem.

 

cogitado por vics às 17:43
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.cogitos recentes

. Arte de bem receber a Mat...

. Última hora: Mais um aume...

. O palheiro a arder e ele ...

. Percorrer o caminho, cami...

. Outra vez sopa!? Tem Avon...

. As mãos do leme

. Nem só os cucos logram do...

. O funcionário público e o...

. Baixa cristas, parte ovos...

. Tudo tem razão de ser

. Sintomático

. Quanto mais me bates...

. A moralidade e a falta de...

. Um beco pode ter saídas

. A natureza daquilo que El...

.arquivos

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Dezembro 2007

. Abril 2007

. Julho 2006

. Março 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Setembro 2005

. Fevereiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

.tags

. todas as tags

.links

.Cogitantes até agora

Counter
Free Counter

.Cogitando

online
blogs SAPO

.subscrever feeds