Domingo, 28 de Outubro de 2012

Vencer barreiras

Ontem pude testemunhar a descolagem dos seniores do JDM da última posição do campeonato distrital de 1.ª divisão, em futebol 11.

Posso afirmar que foi um êxito "tirado a ferros", literalmente, não que a equipa não tenha trabalhado para isso, muito, muito mesmo, pelo contrário. Aliás, o sentimento que um dirigente pode ter sobre aquele empenho, a determinação e performance dos jogadores, é mesmo de orgulho. Não obstante, a dificuldade acrescida imprimida no jogo de ontem decorre do peso da memória dos dois confrontos anteriores com - na minha modesta opinião -, os também dois candidatos ao título, nos quais, certamente, o paradigma não é o do "amor à camisola", da entrega desinteressada e abnegada, sem auferir remuneração, compensação ou prémio. No Monchiquense, este paragima é o que torna ainda mais importante e valorizada a prestação dos jogadores e técnicos, bem como a participação do clube num campeonato dito amador, com as devidas excepções que me abstenho de adjectivar porque da casa de cada um deve preocupar-se o próprio.

 


 

Ontem, os homens do listado azul e negro serrano bateram-se em campo frente a 11 jogadores + IVA, tiveram que subir ladeiras para os ataques e defender nas descidas, viram por cada golo marcado (e foram três), um penalty de resposta, um dos quais em tempo complementar aos já complementares quatro minutos que se haviam revelado insuficientes para garantir um resultado desequilibrado de um empate ou da humilhação. Tudo isto, acrescido de duas expulsões durante o jogo e mais duas posteriores, faz-nos parecer que não basta atirar ao chão, será preciso ainda calcar. Resultado final, três golos que poderiam valer três pontos, foram assim reduzidos a um pontinho apenas. Bem assim, pontuação muito superior a uma das outras intervenientes, seja qual for a escala.

Pergunto-me se uma primeira divisão estará interdita a clubes pequenos, adjectivo implícito não à sua dimensão e à dinâmica de proporcionalidade que desenvolvem, mas ao número de votos que têm numa assembleia geral. Sim, porque vivemos tempos em que não importa o que somos, o que fazemos e como o fazemos, somos apenas reduzidos à insignificância de números. 

Os actos ficam para quem os pratica, os maus e os bons, destes últimos permito-me partilhá-los e desta forma congratular todos e cada um dos homens que ontem honrosamente representaram o nosso Monchiquense.

Muitos parabéns!

Força Monchiquense!!!

 
cogitado por vics às 21:54
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 9 de Setembro de 2012

Percorrer o caminho, caminhando!

A nostalgia tem destas coisas:

A vida é uma viagem; nem sempre estamos ao comando e muitas vezes nem sabemos para onde nos levam. Temos apenas uma certeza, a de que nascemos e que o fim será trágico.

Portanto, há que aproveitar cada momento a promover a felicidade aos outros e viver em paz e feliz, e, em cada dia, procurar deixar o mundo melhor do que o encontrámos.

 

 

Tudo fica mais fácil quando não estamos sós nesse percurso.

Áqueles que me têm acompanhado desinteressadamente, agradeço a amizade pura e que retribuo com elevada estima.

 

cogitado por vics às 03:38
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 8 de Agosto de 2012

Não sei parar de te olhar

Quando passa mais um aniversário sobre o dia que parece ter sido ontem e já deixou passar 14 anos, sinto que passa o tempo, tudo muda e nada mudou. Há pessoas, há momentos, há lugares, absolutamente ímpares. 

Cada um dos minutos, horas, dias e meses seguintes, tão poucos, tão presentes, tão fraternos, tão apaixonantes, tão confortáveis, de tanta intensidade e do afastamento cegaram os olhos, mas ficaram tatuados no coração.

Não se escolhe a pessoa que se ama e não há razão, lei ou imposição que obrigue o coração a deixar de amar.

 


 


Simplesmente única e para sempre.

Estás onde estiveres, também estás aqui. <3

cogitado por vics às 21:55
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.cogitos recentes

. Vencer barreiras

. Percorrer o caminho, cami...

. Não sei parar de te olhar

.arquivos

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Dezembro 2007

. Abril 2007

. Julho 2006

. Março 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Setembro 2005

. Fevereiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

.tags

. todas as tags

.links

.Cogitantes até agora

Counter
Free Counter

.Cogitando

online
blogs SAPO

.subscrever feeds