Domingo, 5 de Dezembro de 2004

O ‘sado-masoquismo’ de uma criança prematura

São intrínsecos os problemas de uma criança metida numa incubadora e não causados pelas bofetadas e pontapés que lhe dão aquando das visitas ou pelo desligar da máquina que alguém, por bem, fez.


1. A criança na incubadora - Se a criança nasce prematura ou com qualquer deficiência e tem que ir para a incubadora, se o responsável pela reabilitação sai, é claro que a criança vacila.
Uma coisa é os familiares mais velhos baterem na criança alojada na incubadora e outra coisa é o garante da reabilitação bater com a porta e não querer saber mais nem da criança, nem da sua juventude ou desporto que ela necessite e muito menos da sua reabilitação. (1)


2. A responsabilidade da instabilidade - Ouvi na rádio e li em jornais de ontem que o ainda Primeiro-Ministro não percebe o motivo da decisão presidencial e acusa o Dr. Jorge Sampaio da instabilidade política criada. Efectivamente, é uma hipótese. Não da interpretação da conjuntura, mas sim do principal responsável – como disse o Eng.º Sócrates – poder capitalizar créditos em detrimento da degradação da imagem do Presidente da República.
Achei insuficiente a primeira declaração do líder do PS, onde procurou apenas apontar o dedo ao único responsável, declinando as muitas razões e justificações que basilaram a decisão do Presidente. Mas percebo-o. Procurou mostrar a sua concordância com a decisão de dissolução sem explorar as questões que a motivaram, porque, aliás, são do conhecimento geral, mas também porque a fundamentação compete ao Presidente apresentá-la.


3. Os Generais e os oficiais - Mas de quem será a culpa? Obviamente que a culpa é de todo o Governo, mas em especial de quem coordena a equipa. Foram quatro meses de acções, atitudes, decisões, sem precedente e de produção avulsa, insustentável e propensas a um futuro cada vez pior.
Nos partidos há sempre líderes natos e em seu redor criam-se grupos ou lobbies – vulgo ‘facções’ –, como se fossem ‘generais’ com as suas tropas. Ao ‘sumo líder’ compete agilizar e propiciar a convergência em torno de si próprio, cedendo, conquistando, negociando.
Nos momentos difíceis para o respectivo partido todos convergem numa espécie de obrigação ‘familiar’ ou na procura de conseguir manter ou alcançar cadeiras suficientes.
Às vezes há cedências que os líderes fazem que podem ter desenlaces menos bons. Vejamos: como é que o Dr. Pedro Santana Lopes chega ao cargo de primeiro vice-presidente do Dr. José Manuel Durão Barroso? Eu sei. Era a forma de o manter calado e quieto e debaixo de olho. E o que é que isso deu? Um grande problema: vitimou uma sucessão dinástica no partido e no Governo.
É tremenda e deplorável a existência de uma sucessão dinástica, sobretudo não-sufragada, no regime dito Democrático. E mais ignóbil ainda quando o sucessor cria desarmonia nos seus correligionários e alguns dos generais depõem as armas, assistindo muito críticos à tomada de poder do novo marechal e à partilha desse poder com o pseudo-companheiro, que aliás é o grande adversário nas reuniões magnas internas.
Com efeito, assim ia o partido do Governo e o Governo do país – um autêntico saco de gatos. Ou, como disse o Primeiro-Ministro, uma criança incapacitada residente na incubadora. Não sei se foi bem com estas palavras, mas da incubadora falou e de uma criança nela metida, também, e como só vão para lá os incapacitados, concluo que tenha sido esta a ideia. 
Mas, mais grave do que os oficiais de outros generais não se identificarem com o marechal de recrutamento dinástico, é quando um ou outro oficial da sua própria facção bate com a porta, pondo termo aos seus trabalhos ao serviço e sob a ordem do líder.
Mais grave ainda, aliás gravoso, é quando esse oficial era mais do que um correligionário, era um amigo de longa data. E pelos amigos faz-se tudo. E só se abandona a guerra, travada ao lado dos amigos, se a amizade cessar. E a amizade só cessa quando há razões muito grandes e fortes.


4. De quem é a culpa? - Perante isto, de quem será a culpa? Não sei. Mas do presidente da República é que ela não é. Aliás ele foi implacável pondo termo ao rumo que se vinha seguindo, e proclamou - volto a não saber bem se foram estas as palavras, mas a ideia não foi outra: «Deponham as armas, voltem para casa que a nossa guerra é outra!»


Bem, isto são cá coisas minhas, mas que penso nelas é verdade.
Penso, blog existo!
Estarei certo?


Victor Santos
vics@sapo.pt


 


 


(1). Henrique Chaves, foi indigitado Ministro da Juventude, Desporto e Reabilitação

cogitado por vics às 12:21
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Anónimo a 6 de Dezembro de 2004 às 23:44
Boas grande victor,
Parabéns por este excelente blogspot. Desta vez vim só de passagem, mas prometo cá voltar.

Grande abraçoAndré Gomes
</a>
(mailto:andre_m_gomes@hotmail.com)
De Anónimo a 6 de Dezembro de 2004 às 10:38
Ola.
Passei pelo teu blog,e fica a promessa de cá voltar. Quando puderes visita o meu. Obrigado
http://opiniaoblog.blogs.sapo.ptP.Santos
</a>
(mailto:Skynet36@sapo.pt)
De Anónimo a 5 de Dezembro de 2004 às 12:49

Uma ironia e um humor requintados.
http://astrologia.blogs.sapo.ptf.limpo
</a>
(mailto:f.limpo.queiroz@sapo.pt)

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.cogitos recentes

. O tal princípio de Peter ...

. Higiene n'os media

. Dia de luto em Portugal

. Arte de bem receber a Mat...

. Vencer barreiras

. UNIÃO EUROPEIA, Quo vadis...

. Economia estrangulada

. Relançar o Futuro

. Tobin 40 anos depois

. Piegas Povinho

. Simplesmente... espectacu...

. Uma Alarvidade

. Ver para crer...

. Última hora: Mais um aume...

. Jornada Mundial pelo Trab...

.arquivos

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Dezembro 2007

. Abril 2007

. Julho 2006

. Março 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Setembro 2005

. Fevereiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

.tags

. todas as tags

.links

.Cogitantes até agora

Counter
Free Counter

.Cogitando

online
blogs SAPO

.subscrever feeds