Quinta-feira, 26 de Abril de 2012

Junta de Salvação Nacional

Há 38 anos...

 

 

 

cogitado por vics às 01:30
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 25 de Abril de 2012

O espasmo cruel do fascismo

Há 38 anos...

 

São 20:30 horas, na Rua António Maria Cardoso, onde se situa a sede da PIDE/DGS, agentes desta polícia política abrem fogo sobre a multidão que se aglomera na referida artéria, causando 4 mortos e dezenas de feridos.


republica15.jpg
Uma das vitimas

 

As forças armadas, acabavam de derrubar o poder fascista, o povo aclamava nas ruas a vitória, mas subsistia um trauma ainda por resolver.
A PIDE/DGS, ainda continuava, aparentemente em liberdade, acoitada nas suas instalações na R. António Maria Cardoso.
Um numeroso grupo de populares, entre os quais se contavam algumas das vítimas às mãos dos torcionários da PIDE/DGS, marcharam sobre a sede da polícia politica, reclamando a sua detenção e clamando até por justiça popular.
Perante a passividade das forças armadas, que acabaram por permitir, que os PIDES, se mantivessem, na sua sede, a ver os acontecimentos, os populares avançaram de peito descoberto e muitos acabaram por cair, 4 para não mais se levantarem.
Então as forças armadas, acabaram por receber as ordens superiores que determinaram a tomada da sede da PIDE/DGS, embora muitos deles já tivessem fugido.

Fica aqui o registo das últimas vitimas ás mãos dos assassinos da PIDE/DGS, como uma última homenagem:

 

ASSASSINADOS
-Francisco Carvalho Gesteiro, de 18 anos, empregado de escritório.
-José James Harteley Barnetto, de 37 anos, casado, natural de Vendas Novas e morador na Avenida João Branco Núncio, 7, 1.º, dt.º, na Flamenga, Vendas Novas;
-Fernando Luís Barreiros dos Reis, de 24, natural de Lisboa, soldado, da l.ª Companhia Disciplinar, em Penamacor; e
-João Guilherme Rego Arruda, de 20, estudante, natural dos Açores, morador na Avenida Casal Ribeiro, 21, 5.º.

 

FERIDOS:
-Maria dos Anjos Afonso Santos Martins, de 21 anos, residente na Rua Padre José de Almeida, 132, na Póvoa de Santo Adrião;
-Francisco José da Silva Ramos, morador na Rua Bernardim Oliveira, 9, r/c;
-Rui Eduardo Alves Morais, de 19 anos, residente na Rua Artur Lamas, 40-1.ª, dt.º; Aarão de Almeida, de 44 anos, morador na Travessa do Calado, 30-2.º;
-Maria da Conceição Neto, de 20 anos, moradora na Estrada da Luz, lote n.º 1;
-Armando de Jesus Lopes Afonso, de 17 anos, da Rua dos Fanqueiros, 39-4.º;
-António Maria da Cruz, de 18 anos, da Rua Presidente Arriaga, 112-2.º;
-Joaquim Inácio Ruivães Cristo, de 19;
-Maria Manuela Cortes Flores, de 23;
-António Ribeiro, de 20,
-António José Santos Lima, de 17;
-José Luís Gutierres, de 19; Jorge Salgueiro Costa, de 24;
-Fernando Simão Martins, de 16;
-Armindo Fernandes de Oliveira, de 16;
-Camélia Ferreira Pimenta, de 23, residente no Barreiro;
-José Luís Bernardes Fernandes, de 19, morador na Alameda Conde de Oeiras, 4, Nova Oeiras;
-António Pereira Esteves, de 35, residente na Rua José Falcão, 31-3.º, esq.;
-Rogério Paulo Osório, de 18; Luís de Oliveira, de 20;
-Manuel Pereira Alves, de 24; José Dinis Pereira, de 26, morador na Rua Manuel Soares Guedes, 98-1.º;
-Agostinho Manuel Soares, de 18.

cogitado por vics às 20:30
link do post | comentar | favorito
|

25 de Abril, Sempre!

cogitado por vics às 20:00
link do post | comentar | favorito
|

Movimentações para a Liberdade: Marcelo entrega-se

Há 38 anos...

 

 

Marcelo Caetano e os ministros que com ele estavam no quartel são transportados, numa Chaimite, para o posto de comando do MFA, na Pontinha.

cogitado por vics às 19:30
link do post | comentar | favorito
|

Movimentações para a Liberdade: Decreto-lei 171/74

Há 38 anos...

 

Redigido o Decreto-Lei 171/74, que "entra imediatamente em vigor", visando a extinção da Direcção-Geral de Segurança, da Legião Portuguesa, da Mocidade Portuguesa e da Mocidade Portuguesa Feminina.

 

cogitado por vics às 18:45
link do post | comentar | favorito
|

Movimentações para a Liberdade: Spínola recebe rendição de Marcelo

Há 38 anos...

 

 

Chega ao quartel do Carmo o General António de Spínola, para receber a rendição de Marcelo Caetano.

 

cogitado por vics às 17:45
link do post | comentar | favorito
|

Movimentações para a Liberdade: Rendição de Marcelo Caetano

Há 38 anos...

 

 

Após negociações, Marcelo Caetano decide render-se, mas apenas a um oficial de alta patente.

 

cogitado por vics às 16:30
link do post | comentar | favorito
|

Movimentações para a Liberdade: Controlo da RTP e RCP

Há 38 anos...

 

 

Forças do CIOE (Centro de Instrução de Operações Especiais) controlam as instalações da RTP do Monte da Virgem e do RCP, no Porto.

cogitado por vics às 16:00
link do post | comentar | favorito
|

Movimentações para a Liberdade: Cerco a Marcelo Caetano

Há 38 anos...

 

 

É cercado, pelas forças de Salgueiro Maia, o Quartel da GNR do Largo do Carmo, onde se encontra o presidente do Conselho, Marcelo Caetano.

 

cogitado por vics às 12:30
link do post | comentar | favorito
|

A hora da liberdade

Há 38 anos...

 

 

 

cogitado por vics às 09:30
link do post | comentar | favorito
|

Movimentações para a Liberdade: 6.º Comunicado

Há 38 anos...

 

Sexto comunicado do MFA, desta vez aos microfones da Emissora Nacional.

 

As Forças Armadas iniciaram uma série de acções com vista à libertação do País do regime que há longo tempo o domina. Nos seus comunicados, as Forças Armadas têm apelado para a não intervenção das forças policiais, com o objectivo de se evitar derramamento de sangue. Embora este desejo se mantenha firme, não se hesitará em responder, decidida e implacavelmente, a qualquer oposição que venha a manifestar-se. Consciente de que interpreta os verdadeiros sentimentos da nação, o movimento das Forças Armadas prosseguirá na sua acção libertadora e pede à população que se mantenha calma e que recolha às suas residências.

Viva Portugal!

 

cogitado por vics às 08:45
link do post | comentar | favorito
|

Movimentações para a Liberdade: 5.º Comunicado

Há 38 anos...

 

Quinto comunicado do MFA:

 

Aqui posto de comando das Forças Armadas.

Conforme tem sido transmitido, as Forças Armadas desencadearam, na madrugada de hoje, uma série de acções com vista à libertação do País do regime que há longo tempo o domina.

Nos seus comunicados as F. A. têm apelado para a não intervenção das forças policiais, com o objectivo de se evitar derramamento de sangue. Embora este desejo se mantenha firme, não se hesitará em responder, decidida e implacavelmente, a qualquer oposição que se venha a manifestar.

Consciente de que interpreta verdadeiros sentimentos da Nação, o M. F. A. prosseguirá na sua acção libertadora, e pede à população que se mantenha calma e que recolha às suas residências.

Viva Portugal.

cogitado por vics às 07:30
link do post | comentar | favorito
|

Movimentações para a Liberdade: 4.º Comunicado

Há 38 anos...

 

Quarto comunicado do MFA:

 

Aqui Posto de Comando do Movimento das Forças Armadas.

Atenção elementos das forças militarizadas e policiais. Uma vez que as Forças Armadas decidiram tomar a seu cargo a presente situação, será considerado delito grave qualquer oposição das forças militarizadas e policiais às unidades militares que cercam a cidade de Lisboa. A não obediência a este aviso poderá provocar um inútil derramamento de sangue, cuja responsabilidade lhes será inteiramente atribuída. Deverão, por conseguinte, conservar-se dentro dos seus quartéis até receberem ordens do Movimento das Forças Armadas. Os comandos das forças militarizadas e policiais serão severamente responsabilizados, caso incitem os seus subordinados à luta armada.

cogitado por vics às 06:45
link do post | comentar | favorito
|

Movimentações para a Liberdade: 3.º Comunicado

Há 38 anos...

 

É lido o terceiro comunicado do MFA:

 

Para que a gravidade da hora que vivemos não seja tristemente assinalada por qualquer acidente pessoal, apelamos para o bom senso dos comandos das Forças Militarizadas no sentido de serem evitados confrontos com as Forças Armadas. Tal confronto, além de desnecessário, só poderá conduzir a sérios prejuízos individuais que enlutariam e criariam divisões entre os portugueses, o que há que evitar a todo o custo. Não obstante a expressa preocupação de não fazer correr a mínima gota de sangue de qualquer português, apelamos para o espírito cívico e profissional da classe médica, esperando a sua ocorrência aos hospitais a fim de prestar a sua eventual colaboração, que se deseja sinceramente desnecessária.

A todos os elementos das Forças Militarizadas e policiais, o Comando do Movimento das Forças Armadas aconselha a máxima prudência, a fim de serem evitados quaisquer recontros perigosos. Não há intenção deliberada de fazer correr sangue desnecessariamente, mas tal acontecerá caso alguma provocação se venha a verificar.

Apelamos, portanto, para que regressem imediatamente aos seus quartéis, aguardando as ordem que lhes serão dadas pelo Movimento das Forças Armadas. Serão severamente responsabilizados todos os comandos que tentarem por qualquer forma conduzir os seus subordinados à luta com as Forças Armadas.

Informa-se a população de que, no sentido de evitar todo e qualquer incidente ainda que involuntário, deverá recolher a suas casas, mantendo absoluta calma. A todos os elementos das forças militarizadas, nomeadamente às forças da G.N.R. e P.S.P. e ainda às Forças da Direcção-Geral de Segurança e Legião Portuguesa, que abusivamente foram recrutadas, lembra-se o seu dever cívico de contribuírem para a manutenção da ordem pública, o que, na presente situação, só poderá ser alcançado se não for oposta qualquer reacção às Forças Armadas. Tal reacção nada teria de vantajoso, pois conduziria a um indesejável derramamento de sangue, que em nada contribuiria para a união de todos os portugueses. Embora estando crentes no bom senso e no civismo de todos os portugueses, no sentido de evitarem todo e qualquer recontro armado, apelamos para que os médicos e o pessoal de enfermagem se apresentem em todos os hospitais para uma colaboração que fazemos votos seja desnecessária.

 

 

cogitado por vics às 05:15
link do post | comentar | favorito
|

Movimentações para a Liberdade: 2.º Comunicado

Há 38 anos...

 

Leitura do segundo comunicado do MFA, na antena do RCP:

 

A todos os elementos das forças militarizadas e policiais o comando do Movimento das Forças Armadas aconselha a máxima prudência, a fim de serem evitados quaisquer recontros perigosos. Não há intenção deliberada de fazer correr sangue desnecessário, mas tal acontecerá caso alguma provocação se venha a verificar.

Apelamos, portanto, para que regressem imediatamente aos seus quartéis, aguardando as ordens que lhes serão dadas pelo M. F. A.

Serão severamente responsabilizados todos os comandos que tentarem por qualquer forma conduzir os seus subordinados à luta com as Forças Armadas.

 

 

cogitado por vics às 04:45
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.cogitos recentes

. O tal princípio de Peter ...

. Higiene n'os media

. Dia de luto em Portugal

. Arte de bem receber a Mat...

. Vencer barreiras

. UNIÃO EUROPEIA, Quo vadis...

. Economia estrangulada

. Relançar o Futuro

. Tobin 40 anos depois

. Piegas Povinho

. Simplesmente... espectacu...

. Uma Alarvidade

. Ver para crer...

. Última hora: Mais um aume...

. Jornada Mundial pelo Trab...

.arquivos

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Dezembro 2007

. Abril 2007

. Julho 2006

. Março 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Setembro 2005

. Fevereiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

.tags

. todas as tags

.links

.Cogitantes até agora

Counter
Free Counter

.Cogitando

online
blogs SAPO

.subscrever feeds