Quarta-feira, 31 de Dezembro de 2008

Se eu tivesse tempo...

O "Tempo" ( tempus, lat. ). O que é o Tempo?

Um período? Uma época? Um prazo? Uma oportunidade? O estado atmosférico? 

É tudo isso. E é coisa nenhuma.

É a duração limitada, por oposição ao conceito de eternidade.

É a sucessão dos momentos e das próprias pausas, dos segundos, minutos, horas, dias, semanas, meses, anos que nos envolve e nos traz do passado, nos marca o presente e nos leva para o futuro.

É a duração de cada parte de um compasso, é o valor da nota de uma peça musical.

É o estado e a acção dos verbos. É dinheiro.

É algo intangível que se gasta, que se perde, que se some, que é irreversível.

Guardo entre as minhas memórias uma lenga-lenga que minha avó trauteava sobre o tempo: «O tempo perguntou ao tempo, Quanto tempo o tempo tem. O tempo respondeu ao tempo,  Que o tempo tem tanto tempo, Quanto tempo o tempo tem».

Hoje, sinto que precisaria de mais, mais tempo para viver e aproveitar o Tempo, para gastar tempo naquilo que de bom o Tempo nos reserva tempo. 

Se mais tivesse, talvez mais aqui viesse e convosco partilhasse o que o Tempo me trouxe e o que eu, do tempo perdi, do tempo guardei e do tempo espero dar e receber.

Nós somos aquilo que o tempo faz de nós.

 

 

«A minha vida é a minha mensagem».

Mohandas Karamchand Gandhi (Nova Deli, 02-Out-1869 - 30-Jan-1948)

 

 

sinto-me: sem tempo!
cogitado por vics às 21:02
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|
Quinta-feira, 4 de Dezembro de 2008

96: número sem piada; já quando ao contrário...

Ás vezes pergunto-me se vão bem aqueles que se cruzam comigo quando eu subo a rua e eles a descem. Se eu subo e sei por que o faço e tenho de fazê-lo, certamente também eles terão uma missão que lhes atribui aquele sentido como o rumo certo. Cada um, com as suas motivações e questões assim sobe ou desce a rua, do lado esquerdo ou do direito, de pé ou rolando, a pé ou de boleia num qualquer meio a que recorre para isso. Acaso as motivações fossem as mesmas, o rumo também seria idêntico. Restará, portanto respeitar o caminho dos outros e dar-mo-nos ao respeito, para que respeitem o nosso percurso.

Mas, quando a missão é a mesma os caminhos têm que cruzar-se mais vezes e aí alguém tem que ceder, ou talvez ambas as partes, a menos que nos pese mais a vontade de nadar em sentido contrário ao que o outro vai, mesmo que isso seja em detrimento do bom porto aonde deveríamos ou propusemos chegar.

Agora menos intimista: quererá mesmo o senhor Mário Nogueira fazer acordo sobre uma única palavra?; quererá mesmo esse senhor defender a classe e a carreira dos professores e promover a Educação; quererá esse senhor um bom estatuto para os profissionais da docência ou apenas e tão só a cabeça da senhora Ministra?; quererá esse senhor escudar os senhores professores de uma necessária avaliação de desempenho consubstanciada no exercício da docência?; quererá esse senhor manter uma travessia descansada dos senhores professores pela tabela salarial até chegar ao chorudo 10.º escalão?; quererá esse senhor o quê?

Não sei. Mas sei que não subo nem desço a rua com ele.

E até, em proveito do país e do país que teremos daqui a 10 anos, quero que ele opte por uma das três seguintes hípoteses: a) deixe de virar as costas à senhora Ministra, à Educação e a Portugal; b) dê o lugar a outro; c) ... (nem digo o que me passou pela cabeça), olhe, demita-se senhor Nogueira!

tags:
cogitado por vics às 03:52
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.cogitos recentes

. O tal princípio de Peter ...

. Higiene n'os media

. Dia de luto em Portugal

. Arte de bem receber a Mat...

. Vencer barreiras

. UNIÃO EUROPEIA, Quo vadis...

. Economia estrangulada

. Relançar o Futuro

. Tobin 40 anos depois

. Piegas Povinho

. Simplesmente... espectacu...

. Uma Alarvidade

. Ver para crer...

. Última hora: Mais um aume...

. Jornada Mundial pelo Trab...

.arquivos

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Dezembro 2007

. Abril 2007

. Julho 2006

. Março 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Setembro 2005

. Fevereiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

.tags

. todas as tags

.links

.Cogitantes até agora

Counter
Free Counter

.Cogitando

online
blogs SAPO

.subscrever feeds